TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER PRA ASSISTIR ‘THE LAST OF US’

The Last of Us é a mais nova aposta – e sucesso, da HBO, sendo a segunda maior estreia da história do canal atrás apenas de House of The Dragon. O hype é muito real, e pelas próximas semanas será um dos assuntos mais comentados em todas as redes sociais.

Então eu separei algumas informações importantes pra você que não conhece nada da história e quer saber do que se trata, ou você que já jogou os jogos, mas quer ficar por dentro também.

Dá pra assistir sem ter jogado o jogo?

Sim, mesmo sem ter jogado os jogos vai dar pra assistir tranquilamente. O jogo conta um pouco da história no início e ao longo da jornada vai nos dando mais informações. Com a série não será diferente, veremos desde o início como no jogo.

A única diferença é que quem jogou os jogos vai poder pegar algumas referências e já vai saber de algumas coisas, e se aprofundar ainda mais na história de personagens que tiveram apenas participações rápidas no jogo sem muita profundidade.

Enfim, a série é pra todo mundo, e tende a ser boa pra todo mundo também.

The Last of Us (HBO) – Imagem promocional

História da Série

A história principal se passa 20 anos depois de um fungo, chamado Cordyceps, se espalhar rapidamente entre os seres humanos, transformando-os em uma espécie de zumbis ou monstros canibais e levando a humanidade a beira da extinção.

No cenário atual da série teremos um mundo pós apocalíptico, onde as pessoas seguem lutando umas contra as outras pra sobreviver.

A gente acompanha o Joel, um cara que recebeu a missão de levar uma garota de 14 anos pra fora da zona de quarentena, a Ellie, que pode ter a chave para a cura que eles precisam. E o que começa como uma relação distante acaba se transformando, diante do desafio que vai ser sobreviver aos perigos do caminho enquanto eles dependem apenas um do outro. Já falo mais sobre eles.

No comando desse novo mundo também temos alguns militares, que tem mais armamento, e com isso tem mais abrigos e mais comidas. Eles não ligam de matar quem cruzar o caminho pra pegar as coisas deles.

Além deles tem vários grupos mais isolados que sobrevivem sozinhos, e que acabam sendo inimigos dos protagonistas também.

E temos os Vagalumes, que é um grupo de rebeldes também só que mais organizado, maior, e que ainda tem esperança em uma possível cura para a humanidade.

Então basicamente temos o Joel, a Ellie e alguns aliados que eles encontram pelo caminho contra grupos rebeldes, militares e um monte de monstro tentando devorar eles.

Quem são os personagens?

Pedro Pascal como Joel (HBO)

No jogo controlamos o Joel, que na série vai ser interpretado pelo Pedro Pascal, já familiarizado em cuidar de criança que ele não gerou, vide seu papel lá em The Mandalorian que ele cuida do Baby Yoda. Ele é um cara com um passado pesado e que sofreu muito na época que o fungo se espalhou. Hoje vive sozinho, tentando sobreviver e já tendo feito trabalhos com algumas pessoas em troca de comida ou outros tipos de pagamentos que façam sentido nesse novo mundo.

Bella Ramsey como Ellie (HBO)

Ele vai cuidar da Ellie, sua nova carga. Ela é uma jovem de 14 anos que está sendo protegida pelos Vagalumes. Mas está em zona de risco, e precisa sair da zona de quarentena e ir para o ponto de concentração dos Vagalumes para manter viva a esperança da cura. Na série ela será interpretada pela Bella Ramsey, que já fez alguns papeis bons e mandou muito bem, inclusive lá em Game of Thrones no papel da Lyanna Mormont.

Vou falar algo que foi mostrado no trailer então não considero spoiler. Ela foi mordida por uma dessas criaturas e infectada pelo fungo há 3 semanas, e até agora não apresentou sinais de transformação, sendo que normalmente as pessoas levam 1 ou 2 dias pra isso acontecer no máximo. Por isso ela precisa ser protegida há qualquer custo, pra tentarem entender o que acontece com ela e se é possível desenvolver uma cura por conta disso.

No caminho deles vamos conhecer alguns aliados, como os Vagalumes, que já já falo mais deles.

Gabriel Luna como Tommy (HBO)

Tommy, irmão do Joel, que estava com ele no começo de tudo, mas que agora estão alguns anos sem se ver. Ele vai ser interpretado pelo Gabriel Luna (Agentes da Shield e Exterminador do Futuro: Destino Sombrio).

Merle Dandridge como Marlene (HBO)

Marlene, que é dos Vagalumes e é quem tá cuidando da Ellie quando o Joel encontra ela a primeira vez. Ela que dá a missão pra ele. A Marlene vai ser interpretada pela atriz Merle Dandridge, que foi a mesma atriz que dublou a personagem no jogo (Station 19 e The Flight Attendant).

Anna Torv como Tess (HBO)

Tess, uma mulher que já fez algumas missões com o Joel e que já fez parte dos vagalumes. Ela vai ser interpretada pela Anna Torv (Mindhunter e Fringe).

Nick Offerman como Bill (HBO)

Bill, um cara solitário que manja de muita coisa, tem várias armadilhas pra se proteger e desconfia de todo mundo. Ele também já trabalhou com o Joel e vai ser interpretado pelo Nick Offerman (Parks e Recreation e Pam & Tommy).

E tem o Henry, um cara de 25 anos com seu irmão mais novo, Sam, que tem a mesma idade da Ellie, e que também cruza o caminho deles pra que eles possam se ajudar. Eles serão interpretados pelo Lamar Johnson (The Next Step: Academia de Dança e X-Men Fenix Negra) e pelo Keivonn Woodard que faz seu primeiro papel com um pouco mais de destaque na carreira.

Quem são os vagalumes?

Os vagalumes são um grupo de rebeldes formado por militares, com a diferença que costumavam ser menores em relação à outros grupos, só que mais organizados.

Eles se rebelaram contra a opressão do controle do governo e incitavam outras pessoas a fazerem o mesmo, e seguem sendo um dos únicos grupos que ainda se preocupam em encontrar uma cura.

Civis limpando o símbolo pichado dos Vagalumes (HBO)

Só que essas revoltas que eles incitavam acabaram meio que voltando contra eles, porque por serem um grupo pequeno eles dependiam da grande quantidade de civis pra ganharem as revoltas que eles formavam. Isso fez com que os Civis se revoltassem também contra eles, achando que eles queriam criar seu próprio reino de opressão no lugar do governo, e a maioria acabou sendo executado. Os poucos que sobreviveram fugiram pra fora da cidade, deixando tudo meio que sem liderança. Cada parte da cidade é tomada por grupos diferentes.

Mas nem todo mundo era bonzinho por lá. Muitos usavam de métodos extremos pra conseguir o que queriam, inclusive tortura de militares do governo e etc., o que fez com que muitos integrantes deixassem o grupo por discordar dessas decisões.

Possivelmente conseguiremos identificar os vagalumes por conta de eles possuírem uma espécie de armadura, uma roupa militar mais resistente, além do símbolo deles em uma espécie de insígnia.

Pingente dos Vagalumes (Etsy)

Fungo e os “zumbis” (Infectados)

Os monstros que vemos no jogo e veremos na série não são chamados de zumbis, apesar de termos esse termo de referência. Eles são tratados mais como “infectados”, e possuem vários estágios que o tornam mais perigoso conforme o tempo em que estão com o fungo no corpo.

Estágios dos Infectados – Infected Stages Art (Creative Uncut)

Eles são nada menos do que uma pessoa comum que foi infectada pelo Cordyceps. Mas diferente da nossa maior referência atual em séries, The Walking Dead, aqui eles não voltam dos mortos. Eles são humanos vivos infectados mesmo, literalmente, e o fungo acaba tomando conta e transformando eles em uma espécie de monstro que se alimenta e mata seres humanos, até pra continuar se proliferando.

Corredor (Runner) – Naughty Dog

Uma vez que o hospedeiro é infectado, em 1 ou 2 dias ele se transforma no primeiro estágio que são chamados de Corredores. Os Corredores possuem uma aparência quase que humana, mas claramente alterados, e correm atrás dos humanos até que numa velocidade rápida, porque o humano ainda tem todo seu corpo praticamente inteiro com as mesmas capacidades. Porém são tão frágeis quanto os humanos também, tornando mais fácil de enfrentar e de matar.

Perseguidor (Stalker) – Naughty Dog

Depois de um tempo a infecção vai avançando pra um novo estágio, que são os Perseguidores. Eles são mais rápidos e já apresentam sinais de deformações na cabeça e no corpo, além de começarem a desenvolver uma pseudo-ecolocalização que facilita encontrar seres humanos. Não são mais tão frágeis quanto os corredores, mas ainda dá pra vencer na trocação de soco.

Estalador (Clicker) – Naughty Dog

O próximo estágio começa a complicar, quando eles se transformam nos Estaladores com 1 ano de infecção, em média. Eles têm 2 características principais, que é sua aparência bem deformada principalmente na cabeça, o que o deixa sem olhos, e automaticamente, sem visão. Eles se guiam pelo som e por isso tem um eco localização maior, além de serem mais resistentes e mais difíceis de serem mortos. E sua outra característica é o som que eles faz, como se estivesse fazendo uns estalos, e que é o que dá origem ao seu nome.

Baiacu / Verme (Bloater) – Naughty Dog

E por último, mas não menos importante, depois de uns anos infectados eles avançam muito e ficam conhecidos como Baiacus. Nessa fase o fungo já tomou conta de todo o corpo e cria uma espécie de armadura, deixando eles muito mais resistentes inclusive à tiros. Não imortais, mas muito mais resistentes. Eles também ficam mais fortes, mais mortais, e desenvolvem a capacidade de lançar projéteis venenosos na sua direção, como se fosse uma arma própria.

Eu, como novo jogador, sempre que posso eu corro desses aí. Acho que é a decisão mais inteligente, quando é uma opção é claro.

E longe de mim querer assustar ou alarmar alguém, mas esse fungo Cordyceps existe na vida real. Inclusive tem aqui no Brasil. Esse fungo age praticamente igual no jogo. Ele lança uns esporos pra infectar insetos que estejam próximos.

Uma vez infectado o fungo se instala no organismo do hospedeiro, vivo, que vira uma espécie de zumbi. O fungo controla o inseto e tenta procurar um lugar que seja bom pra ele se desenvolver, o que pode durar algumas semanas. Conforme ele cresce, o organismo do hospedeiro vai morrendo. E quando já está grande ele solta mais esporos pra infectar mais insetos, e assim vai se espalhando cada vez mais.

Inseto dominado pelo fungo Cordyceps (Shutterstock)

Mas fiquem tranquilos que o fungo não atinge os humanos (ainda), apenas algumas espécies de insetos. Na verdade, são usados até pra fins medicinais pra gente.

Recepção da crítica

Algumas pessoas, sites e influenciadores já assistiram a série e até o momento a recepção tem sido incrível, mesmo pra quem é fã dos jogos.

A opinião geral é de que a série é tão boa quanto, ou até melhor, que o jogo. Até por ter mais espaço pra se aprofundar na complexidade dos personagens principais e secundários.

Todos, sem exceção, estão dizendo que está fiel ao jogo, deixando os fãs tranquilos, enquanto que afirmam que a série é bem completa e funciona sozinha, tornando uma ótima indicação pra quem nunca jogou também.

The Last of Us no Rotten Tomatoes

No Rotten Tomatoes, um site de crítica, a aprovação da série está nesse momento em 99%. Começou em 100%, mas caiu pra 99%, o que ainda é uma nota altíssima de aprovação. Não é nota de avaliação tá? É de aprovação. Os críticos dizem se aprovaram sim ou não, praticamente como se fosse um like de rede social. E 97% aprovou.

The Last of Us no Metacritic

Enquanto no Metacritic, outro site de avaliação, mas que usa nota mesmo de 0 a 100, a média está em 84 entre 40 críticos que avaliaram a série. Não parece tão alta, mas acredite, é uma boa nota.

Ou seja, vamos ter cuidado com as expectativas, mas podemos assistir sem medo da decepção.

Não vai ter os esporos

Um único aviso aos fãs do jogo, mas que vocês talvez já saibam: Não vai ter os esporos na série.

Pra quem não jogou, os esporos são como um pó que fica no ar que carrega a infecção do fungo e que pode matar ou transformar os humanos. Como já se passaram mais de 20 anos a maioria dos lugares que tinham esses esporos já foram dissipados pela corrente de ar, porém alguns lugares mais isolados e fechados ainda podem ser encontrados.

Esporos em The Last of Us

A desculpa dos criadores da série foi de que seria difícil fazer isso na série porque teria que ter em todo lugar e os personagens teriam que usar mascara o tempo todo. Mas foi uma péssima desculpa porque no próprio jogo só tem em lugares isolados, porque na série teria que ter em todo lugar? Não fez sentido. Pra muita gente pareceu mais uma forma de não cobrir o rosto dos integrantes do elenco em nenhuma cena.

Por outro lado eu tô jogando o primeiro jogo, quase terminando, e apesar de entender a importância eu não acho tão indispensável assim. Tem em alguns lugares e ok, não me parece que muda tanto a história a ponto de fazer falta.

Pela recepção boa que teve, parece que não fez falta mesmo.

E também pelo que eu conversei com minha prima, que é fã dos jogos, esses esporos tem mais importância no segundo jogo. Então quem sabe eles escutam os fãs e inserem em uma possível próxima temporada, né? Vamos aguardar.

Dublagem

Pra quem jogou os jogos dublados em português tem uma ótima notícia: os dubladores dos jogos serão os mesmos da série. Pelo menos dos personagens principais.

O Joel, a Ellie, a Tess, o Tommy e a Sarah terão os mesmos dubladores, o que pode ser ótimo pra trazer a familiaridade e não ficar estranho ouvir outras vozes nos personagens, principalmente pra quem é muito fã e já jogou várias vezes.

Luiz Carlos Persy e Luiza Caspary, as vozes do Joel e da Ellie nos jogos – e agora na série.

Eu confesso que vou ver no idioma em inglês mesmo, então pra mim não vai fazer tanta diferença. Mas talvez uma ou outra cena icônica eu volte e coloco em português rapidão só pra ver como ficou.

The Last of Us estreou pela HBO e pela HBO Max dia 15 de janeiro e terá 9 episódios na primeira temporada, sendo exibido sempre as 23h00 (horário de Brasília).

Please follow and like us: